Facebook vai recorrer de decisão do STF após bloqueio de contas apoiadoras de Bolsonaro

O Facebook salientou que não vai comentar se realizará ou não o bloqueio das contas no exterior


Foto: Reuters/Dado Ruvic.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O Facebook vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que bloqueou contas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na rede social fora do Brasil. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 31, por meio de nota. Na véspera, o Twitter já havia declarado que também vai recorrer.

“Respeitamos as leis dos países em que atuamos. Estamos recorrendo ao STF contra a decisão de bloqueio global de contas, considerando que a lei brasileira reconhece limites à sua jurisdição e a legitimidade de outras jurisdições”, disse a rede social de Mark Zuckerberg.

Apesar disso, o Facebook salientou que não vai comentar se realizará ou não o bloqueio das contas no exterior. Ao contrário, o Twitter informou que acatou a decisão.

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, ampliou na quinta-feira, 30, o alcance da decisão que determinou a exclusão de contas de aliados e apoiadores de Bolsonaro, investigados por suposta disseminação de fake news nas redes sociais.