Exame de ordem da OAB próximo do fim?

O grande descontentamento dos bacharéis é o nível da prova, pois a reprovação fica na média de 75% .


Fundação Getúlio Vargas é a instituição responsável pela aplicação do exame da Ordem dos Advogados do Brasil.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Quando ainda presidenciável, uma das promessas de Bolsonaro foi o fim da prova que concede a licença para o bacharel em direito exercer a advocacia. Mais conhecido como “exame da ordem”, a prova consiste na aplicação de questões objetivas e uma prova dissertativa, onde o bacharel responde a questões práticas e ao fim tem que redigir uma peça processual na área escolhida pelo mesmo, dentre constitucional, cível, trabalhista, penal ou administrativa.

Vários sites especializados em direito, na última semana, estão dando como fatura liquidada o fim do exame da OAB. Segundo o site “amodireito”, uma medida deve ser anunciada nos próximos dias para fins de acabar com a prova de habilitação para os bacharéis em direito. A informação vai de encontro à matéria publicada pelo site “Justiça em Foco”, pois fontes do Palácio do Planalto confirmaram que um documento sobre essa questão será apresentado ao presidente Bolsonaro, após seu retorno de Israel, já nessa quarta-feira, 03. Atenção, a mudança não ficará somente no “exame da ordem”, pois o site afirma que o mesmo documento vai ressaltar que “todos os atos praticados por provimento pelos Presidentes da OAB a partir de 1991 devem se declarar nulos”. Com certeza, a classe dos advogados deverá se manifestar, caso a informação venha se concretizar.

Atualmente, a”prova da OAB” é aplicada pela Fundação Getúlio Vargas e  para este ano conta com três edições do exame unificado. O aluno que reprovar na segunda fase, tem direito à repescagem. No Brasil, o primeiro exame foi realizado no estado de São Paulo no ano de 1971, passando a ser obrigatório em todo estado paulista a partir do ano de 1974. O grande descontentamento dos bacharéis é o nível da prova, pois a reprovação fica na média de 75% .

*Com informações site amodireito