Eunício libera apoio de suas bases a Bolsonaro

É sinal de que a briga pela disputa da segunda vaga de senador ganhou dimensões inesperadas a ponto de fazer o presidente do Senado mirar nos eleitores de Haddad e Bolsonaro.


Por Fábio Campos

Veja a nota assinada pelo jornalista Lauro Jardim, do O Globo: Eunício Oliveira trabalhou duro para ter o apoio do PT à sua candidatura à reeleição ao Senado pelo Ceará. Conseguiu e botou seu grupo político a serviço da candidatura de Lula e, agora, Fernando Haddad. Mas a onda Jair Bolsonaro fez Eunício decidir nesta reta final de campanha alterar um pouco os seus planos. Liberou o apoio a Bolsonaro para o seu grupo. Em resumo, quem quiser ir de Haddad, que vá; quem preferir o capitão, o.k. também.

Ou seja, a briga pela disputa da segunda vaga de senador ganhou dimensões inesperadas a ponto de fazer o presidente do Senado mirar nos eleitores de Haddad e Bolsonaro. Certamente o senador adoraria falar também para os eleitores de Ciro Gomes que, segundo as pesquisas , lidera a disputa no Ceará.