EUA avaliam nova doação de vacinas ao Brasil, diz embaixador americano

Segundo Todd Chapman, embaixador dos Estados Unidos no Brasil, o governo americano pode mandar nova remessa de doses ao País.


Marcelo Queiroga e Todd Chapman. Foto: Reprodução Twitter.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, disse nesta quarta-feira, 21, que o governo americano avalia uma nova doação de vacinas contra a COVID-19 ao Brasil. A declaração foi dada após reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. “Agora, em Washington, estão analisando a possibilidade de mais doações para o mundo e o Brasil está nessa conversa”, disse Chapman.

“Ficamos muito contentes com a doação de 3 milhões de doses da Janssen que o presidente Biden prometeu. Em Washington estão analisando a possibilidade de mais doações para o mundo, e o Brasil está nessa conversa”, disse o embaixador que deixará o Brasil nos próximos dias. “Sempre temos uma ótima conversa, era a minha visita de despedida para o ministro”, disse Chapman.

Em junho, o Brasil recebeu 3 milhões de doses da vacina da Janssen. Doados pelos Estados Unidos, os imunizantes foram recebidos por Chapman e Queiroga no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Avaliado em R$ 145 milhões, o lote foi fruto de uma doação direta, fora do consórcio global Covax Facility, coordenado pela OMS.