Estudante cearense descobre que substância de origem vegetal pode combater COVID-19

O intuito é de desenvolver novos fármacos biologicamente ativos e seguros para o consumo humano e reduzir efeitos colaterais, por meio de técnicas de modelagem molecular


Foto: NIAID-RML/AP

Lorena Macedo 
focus@focus.jor.br

O estudante de Química, Victor Moreira de Oliveira, desenvolveu uma pesquisa para analisar o potencial dos compostos derivados de limonóides, uma substância encontrada em frutas cítricas e em algumas plantas, ante a replicação do novo coronavírus.

“Os estudos consistem em analisar os compostos naturais derivados de limonóides frente a uma proteína que é característica do vírus da COVID-19. Ou seja, na pesquisa são analisados alguns compostos de limonóides contra essa proteína da covid-19. Assim, estamos avaliando se esses compostos têm ou não potencial de combate ao vírus”, explica o estudante.

O estudante ressalta que se trata de uma pesquisa computacional. “Na pesquisa, são realizadas simulações para formação de um complexo. A partir disso teremos informações para avaliar a capacidade que os limonóides têm sobre o vírus da COVID-19. Obviamente, será necessário o desenvolvimento de novas pesquisas, sendo, ainda, essencial, uma validação por meio de métodos de bancada”, destaca.

Em pesquisas como a realizada por Victor, o intuito é de desenvolver novos fármacos biologicamente ativos e seguros para o consumo humano e reduzir efeitos colaterais, por meio de técnicas de modelagem molecular.

Essas técnicas consistem na busca de novos protótipos terapêuticos que visam o tratamento de doenças cada vez mais complexas e perigosas. Com isso, há a necessidade de investigar novas ferramentas que viabilizam a síntese e a caracterização de novos fármacos.

“Com os métodos adequados voltados à pesquisa, a modelagem molecular favorece a relação existente entre a redução no tempo e, consequentemente, a redução nos custos da pesquisa para a produção de novos fármacos”, relata o estudante, sobre a importância da química teórica no planejamento de novos fármacos.

Os estudos, que iniciaram em junho de 2020, renderam ao jovem cientista a publicação do artigo intitulado “Molecular docking identification for the efficacy of natural limonoids against Covid-19 virus main protease” na revista Journal of the Indian Chemical Society – Elsevier – em setembro de 2021, que, no ano de 2022, foi incorporado na base de dados sobre Covid-19 de domínio da OMS. É possível acessar o dcumento em: https://pesquisa.bvsalud.org/global-literature-on-novel-coronavirus-2019-ncov/resource/pt/covidwho-1510017.