Equipe Econômica avalia a possibilidade de arrecadar 100 bi com a venda de imóveis da Marinha

Segundo Bispo, as alternativas fazem parte de cardápio de opções que está sendo montado na pasta para extrair valor do patrimônio imobiliário da União, de 1,3 trilhão de reais.


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O secretário de Coordenação e Governança do Patrimônio da União, Fernando Bispo, afirmou que a equipe econômica do governo federal estuda a possibilidade de vender imóveis da Marinha que atualmente paga taxas pela ocupação desses terrenos. Isso renderia algo em torno de R$ 100 bilhões aos cofres públicos. A prioridade, entrentanto, para o governo, é tratar do destino de imóveis abandonados e em mau uso. Hoje, a União possui 750 mil imóveis cadastrados. Cerca de 51 mil são reservados para uso de governo e, dentro deste universo, cerca de 3,8 mil não têm efetiva utilização, muitos dos quais em estado de abandono. A entrevista de Bispo foi concedida à agência Reuters.

Segundo Bispo, as alternativas fazem parte de cardápio de opções que está sendo montado na pasta para extrair valor do patrimônio imobiliário da União, de 1,3 trilhão de reais. Antes mesmo de assumir como ministro da Economia, Paulo Guedes chegou a dizer que a venda de todos os imóveis do governo federal poderia render 800 bilhões de reais aos cofres públicos.

“O ministro mira alto porque ele sabe que a possibilidade de negócios que estão em torno desse ambiente de patrimônio imobiliário da União pode chegar a 1 trilhão (de reais). Mas os caminhos para essa solução são diversos e têm que ser estudados, cada um deles conforme a possibilidade de realização”, ponderou Bispo.