Empresário alemão vai investir R$ 30 milhões para produzir buggy Fyber em Paracuru

De acordo com o titular da Sedet, Maia Júnior, a ideia é produzir 300 buggies em 2021


Buggy da Fyber. Foto: Divulgação

Átila Varela
atila@focus.jor.br

Um dos ícones da indústria automobilística cearense,  o buggy Fyber vai voltar. Isso porque um empresário alemão irá investir entre R$ 25 milhões e R$ 30 milhões na produção dos veículos. A unidade será implantada em um galpão alugado no município de Paracuru.

“Vão produzir inicialmente 300 buggies. Em 2022, pretendem concluir todo o projeto. A ideia é que no que vem aumentem para 1.000 veículos. Já em 2023, passe para 2.000”, explica o titular da Sedet ao Focus, Maia Júnior.

Na reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 20, foram mostradas as maquetes eletrônicas do novo veículo – que possivelmente será elétrico. “O projeto está em bom estágio de desenvolvimento. A ideia é melhorar a estrutura para a produção do automóvel. Com relação ao número de empregos, de imediato, são estimados 50 diretos.

Segundo Maia, atualmente o investidor é dono de um hotel no município, mas possui diversas operações na Alemanha. Lá, seus negócios giram em aproximadamente 100 milhões de euros. “Por questões de segurança e sigilo, além de ser um pedido dele, não revelaremos o nome do empresário”, declarou o secretário.

Fyber no Ceará

Os irmãos Agliberto e Rogério Farias, inicialmente, tinham a intenção de produzir artefadtos de vidro no Estado. A época era 1974. Mas foi em 1978 que a empresa de fato iniciou sua entrada na produção de buggys. Em 1981 lançou o Duna’s. Este usava motor refrigerado a ar de 65 cavalos de potência montado na traseira.

O chassi era tubular revestido de plástico e fibra de vidro. Foram produzidos quase 180 Duna’s. Em 1984 entra o modelo Fyber 2000.

A Fyber decretou falência em 1995. No entanto, em 2003, o empresário cearense o Hiderlandson Peixoto, dono da Agência Peixoto. A produção foi retomada com 10 carros ao mês. O Fyber foi relançado, mas desta vez usava mecânica Volskwagen – motor AP-1800 refrigerado a água. Era detentor de 102 cavalos de potência.