Embaixada do Brasil sofre ataque de ativistas em Londres

Pessoas ligadas ao grupo Extinction Rebellion jogaram tinta e picharam a embaixada brasileira em Londres. Os ativistas protestavam contra os danos à Amazônia, além de descreverem como "violência aos povos indígenas que vivem lá"


Foto: Peter Nichols. Reuters

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Pessoas ligadas ao grupo Extinction Rebellion jogaram tinta e picharam a embaixada brasileira em Londres. Os ativistas protestavam contra os danos à Amazônia, além de descreverem como “violência aos povos indígenas que vivem lá”. As informações são da Reuters.

Na fachada, as pichações traziam “ele não”, slogan usado contra o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante a eleição de 2018. De acordo com o grupo, o ato foi programado para coincidir com uma marcha de mulheres indígenas em Brasília. Ontem, 12, 300 mulheres indígenas ocuparam um prédio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Brasília.