Em sexto lugar na lista de bilionários, Ceará supera com folga Pernambuco e Bahia

Segundo a Forbes Brasil, o somatório das fortunas nas mãos de cearenses chega a quase R$ 80 bi, bem superior aos R$ 17 bi de Pernambuco e aos R$ 3,25 bi acumulados pelos baianos.


Ranking da Forbes Brasil: na comparacão por estados, o Ceará fica muito bem. Imagem: reprodução da revista Forbes Brasil.

Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

O Ceará continua na liderança absoluta e folgada entre os estados da Região Norte e Nordeste que possuem representes no ranking dos bilionários. É o que aponta o tradicional levantamento feito pela revista Forbes Brasil em 2021.

Em sexto lugar na quantidade de nomes (são 17 listados), o Ceará mantém uma grande diferença tanto na quantidade de bilionários quanto no patrimônio total na comparação cujo PIB é até superior. É o caso de Pernambuco e Bahia, que historicamente mantinham supremacia econômica sobre o Ceará. Enquanto há 17 cearenses na lista da Forbes, Pernambuco tem sete e a Bahia mantém apenas dois.

Reprodução

Quanto ao patrimônico acumulado desses bilionários em cada estado, o Ceará está em sexto lugar no Brasil (veja quadro). O somatório das fortunas nas mãos de cearenses chega a quase R$ 80 bilhões, bem superior aos R$ 17 bi de Pernambuco e aos R$ 3,25 acumulados pelos bilionários baianos.

Na comparação com o ano passado, o Ceará aumentou de 16 para 17 a quantidade de bilionários (José Roberto Nogueira entrou passou a compor lista como resultado do recente IPO da Brisanet, cuja sede é na pequena Pereiro, no sertão do Estado). Os cearenses aumentaram em cerca de 5% o valor patrimonial de sas fortunas somadas, que era de R$ 74,6 bilhões em 2020.

É sempre bom lembrar que a pesquisa da Forbes baseia-se na disponibilização dos dados financeiros das empresas que possuem capital aberto. Por esse motivo, não aparecem na lista outros bilionários e famílias, como os donos do grupo Edson Queiroz, uma potência econômica do Brasil.

Pelo ranking da Forbes, somente (pela ordem) São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais têm mais bilion´rios que o Ceará. São estados bem mais ricos.

O mesmo vale em relação ao patrimônio acumulado. No entanto, nesse ranking a o Rio fica no segundo lugar, seguido por Santa Catarina, Minas e Rio Grande do Sul.

No Nordeste, até mesmo o Maranhão supera Pernambuco e Bahia. Há de se considerar que os quatro maranhenses na lista são oriundos da mesma família. No caso, a proprietária do grupo supermardista Mateus, que já atua no Ceará.

Leia também
+ Veja a lista e as fortunas dos bilionários cearenses no ranking da Forbes 2021