Golpeados e “golpistas”: o ódio que virou um grande amor

O casamento ocorreu em pelo menos 15 estados da Federação


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Nunca antes na História desse País golpeados dedicaram tanto amor a “golpistas”. O que parecia ser ódio e desprezo se transformou em namoro, noivado e, agora, casamento em pelo menos 15 estados da Federação.  O Ceará entre eles. É o que mostra reportagem de hoje do Estadão.

“Apesar do discurso de que Dilma Rousseff foi vítima de um ‘golpe’, o PT se aliou em 15 Estados a partidos que apoiaram o impeachment da presidente cassada em 2016 e integraram o governo Michel Temer. O PT será cabeça de chapa ao governo em seis Estados em coligações com partidos que foram favoráveis ao impedimento. Na mão inversa, outros nove candidatos a governador de siglas que votaram pelo afastamento de Dilma vão ter o apoio do PT”.

No mapa abaixo produzido pelo Estadão, nota-se que somente na Região Sul do País (Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul) não se deu união entre “golpeados” e “golpistas”.