Exclusiva: PDT decide por “apoio crítico” a Haddad

Significa que não haverá envolvimento total na campanha do petista


Por Fábio Campos

Atenção: a reunião do PDT em Brasília acaba de aprovar “apoio crítico” à candidatura de Fernando Haddad (PT). Ou seja, o partido vai declarar voto no petista, mas não vai se envolver de forma direta na campanha. Também não indicará nomes para compor a coordenação da campanha.

“Não faremos nenhuma reivindicação. Por isso que a gente fala que é o voto crítico. É voto sem participação em campanha. Não queremos, já está clara a nossa posição, a participação em nenhum governo se Fernando Haddad ganhar a eleição”, declarou o presidente nacional do PDT, Carlos Luppi ao sair do encontro.

Caso assim seja, o efeito disso no Ceará: Camilo Santana e o PT terão que tomar à frente da campanha a favor de Haddad no âmbito do Estado. Os pedetistas, que têm a maior organização política do Ceará, não vão queimar suas gorduras políticas na defesa da candidatura do petista.

É o que está posto até o momento, mas a política é repleta de variáveis.

Leia Mais

André Figueiredo: “O que o PT nos fez, para engolir, fica difícil”