Costura de Tasso sugere chapa com ficha limpa e sangue novo

Até o fim de junho deve sair a definição da chapa majoritária da oposição no Ceará


 

Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

Leitura Focus: a julgar pelo andamento das costuras, Tasso Jereissati conduz a construção da chapa majoritária da aliança PSDB-PROS com os seguintes critérios: os nomes não podem ter nenhum tipo de envolvimento (e nem suspeita) com atos ilícitos e, preferencialmente, que sejam sangue novo no mercado da política. São os casos do General Theophilo e da médica Mayra Pinheiro.

Certamente, o senador está torcendo para que a possível candidatura do empresário Luís Eduardo Girão pelo PROS se concretize. O perfil de LEG é o do tipo que o tucano considera mais adequado para o momento.

Quanto ao PSDB, os movimentos de Luiz Pontes para se viabilizar como candidato ao Senado ainda não receberam o aval público e Tasso. Há ainda possibilidades como a do advogado Leandro Vasques, que colocou seu nome “à disposição” do partido.

A previsão é que até o fim de junho saia a definição da chapa majoritária da oposição no Ceará.