Bolsonaro ganha direito de resposta contra Geraldo Alckmin

Os tucanos teriam usado uma entrevista de Bolsonaro, descontextualizando o real sentido da resposta do candidato.


Equipe Focus

Jair Bolsonaro (PSL) ganhou seu primeiro direito de resposta, em reclamação feito junto ao TSE. Nesta quarta-feira, o ministro do TSE, Luis Felipe Salomão, concedeu ao candidato do PSL 1 minutos e 14 segundo do horário do rádio destinado ao candidato Geraldo Alckmin (PSDB). Segundo os advogados, os tucanos teriam, no programa do dia 1 de setembro, usado uma montagem de uma entrevista dada pelo candidato a TV Globo para afirmar que Bolsonaro votara contra a PEC das Doméstica e por isso seria contra os pobres. De acordo com os advogados, é “cabível o direito de resposta diante do desvirtuamento da fala do candidato e da montagem feita, tudo com intuito de depreciá-lo perante o eleitorado, fazendo o eleitor acreditar que é contra os pobres”.

O ministro Salomão entendeu que “ao asserir que o candidato votou contra a PEC das Domésticas, com o escopo de classificá-lo como pessoa contrária aos interesses dos pobres, mas, no entanto, abstraindo a própria explicação para o voto concedida na mesma entrevista, na verdade, segundo penso, a campanha veiculada desfigurou o real contexto do episódio, deslustrando a veracidade da informação”.