Acossado pelo PT, PSB fica mais longe de Ciro e mais perto da neutralidade

"Na política não se faz o que a gente tem vontade. A gente faz o que é preciso", diz presidente do partido.


Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Reportagem do O Globo traz uma má notícia para Ciro Gomes (PDT). Assinado pela jornalista Maria Lima, o texto mostra que há sinais de que o PSB tende a optar pela neutralidade nas eleições presidenciais. “A vantagem que o pré-candidato do PDT tinha para ganhar a queda de braço com o PT pelo apoio do PSB está refluindo e o partido, tido como decisivo para alavancar as candidaturas das duas legendas, caminha para liberar os estados e adotar oficialmente a neutralidade na disputa presidencial”, diz a reportagem.

Vejam o que diz o deputado federal Paulo Delgado, do PSB de Minas Gerais: “Todo mundo sabe que eu tenho a mesma posição do Carlos Siqueira (presidente do PSB), que seria um erro a neutralidade, mas as circunstâncias podem nos levar a liberar para que cada estado faça a aliança mais conveniente. Estamos sendo atropelados pelos prazos e as circunstâncias podem nos levar a decisões que nem sempre são as que desejamos”, disse o deputado Júlio Delgado (PSB-MG).

Vejam aqui a reportagem completa.