Eficácia limitada: Malásia vai encerrar uso de Coronavac

Em meio a novos surtos de COVID-19, o Ministério da Saúde do país asiático anunciou que vai parar de usar a vacina chinesa assim que o estoque atual acabar. O país passará a usar as vacinas da Pfizer.


Foto: Reuters/Thomas Peter.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O Ministério da Saúde da Malásia afirmou que o país vai parar de administrar Coronavac, vacina contra COVID-19 produzida pela chinesa Sinovac Biotech, assim que seus estoques acabarem. Segundo informou a Reuters, a decisão ocorreu em meio a evidências de que a vacina chinesa têm eficácia limitada contra a variante Delta, que está causando surtos da doença no Sudeste Asiático.

O ministro da Saúde malaio, Adham Baba, disse que o governo da Malásia garantiu cerca de 45 milhões de doses da vacina Pfizer/BioNTech, o suficiente para cobrir 70% de sua população, em comparação com 16 milhões de doses da vacina de Sinovac.

“Cerca de metade dos 16 milhões já foram distribuídos, então o restante será usado para cobrir as segundas doses”, disse Adham. “Para aqueles que ainda não foram vacinados, eles receberão a vacina Pfizer.”

A decisão do governo da Malásia acontece em meio a preocupações crescentes sobre a eficácia das vacinas chinesas contra a variante Delta, mais transmissível do COVID-19.

Reuters: “Malásia deixará de usar vacina da Sinovac após término de suprimentos