Eduardo Girão participa de reunião para articular pedido de impeachment de Toffoli

Janaina Paschoal protocolou o pedido contra o presidente do STF no último dia 30 de julho, em conjunto com o grupo Ministério Público Pró-Sociedade.


Os senadores e a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) reuniram-se nesta terça-feira, 13. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Sete senadores, com a participação da deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), reuniram-se nesta terça-feira, 13, para a analisar o pedido de abertura de processo de impeachment contra o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, apresentado pela deputada. Entre os participantes, está o senador cearense Eduardo Girão (Podemos). Eles querem pressionar o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, a aceitar o pedido de investigação contra o presidente do Supremo.

“Eram indignações isoladas, agora nós juntamos essas indignações e criamos o movimento Muda Senado, Muda Brasil e vamos sensibilizar o presidente do Senado para que dê andamento a esses pedidos, se não todos, pelo menos um pedido de impeachment de ministro do STF, e se possível que leve para a discussão no plenário a criação da CPI da Toga”, comentou o senador Lasier Martins (Podemos-RS). Além de Lasier e Girão, também participaram os senadores  Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Álvaro Dias (Podemos-PR), Plínio Valério (PSDB-AL), Selma Arruda (PSL-MT) e Styvenson Valetim (Podemos-RN).