Eduardo Cunha tem habeas corpus concedido pelo STJ em caso de lavagem de dinheiro


O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, durante entrevista coletiva, fala sobre regra para aposentadoria (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A defesa do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB) conseguiu, nesta terça-feira, 4, um habeas corpus junto à 6ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

A decisão refere-se às acusações pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro originados da operação Lavat. O processo que foi encaminhado para a Justiça Eleitoral, a pedido dos advogado do ex-deputado.

A operação Lavat foi um desdobramento da operação Manaus, deflagrada em junho de 2017, que levou à prisão do ex-ministro do Turismo e ex-deputado, Henrique Eduardo Alves.

Ambos foram investigados por supostas propinas recebidas para favorecer empreiteiras no Rio Grande do Norte. Seriam R$ 77 milhões envolvidos nas obras da Arena das Dunas para a Copa do Mundo de 2014.