“Vereadores decidem contra a vontade da população”, diz Uber sobre Fortaleza

Para a empresa, o texto enquadra "uma inovação tecnológica democrática em regras ultrapassadas e elitistas".


Da Redação
focus@focus.jor.br

Para a Uber, ao aprovar o Projeto de Lei 204/2018, os vereadores de Fortaleza agiram “contra a vontade da população”. “Enquadram uma inovação tecnológica democrática em regras ultrapassadas e elitistas”, diz a empresa por meio de nota.

O texto, de autoria do Executivo, regulamenta o transporte por aplicativo, mas impõe uma série de exigências. Entre elas estão taxa por uso da malha viária, pagamento de ISS, compartilhamento de dados e carros com, no máximo, cinco anos de uso.

“A retirada de algumas exigências burocráticas, como a carteira Etufor e demais certidões, foi positiva. No entanto, o limite de idade veicular de 5 anos e o preço público que equivale ao dobro cobrado em cidades como Rio de Janeiro e Vitória, vão na contramão do que vem sendo estabelecido como regra nas demais grandes cidades brasileiras”.

Leia íntegra da nota

Ao aprovar o Projeto de Lei 204/2018, os vereadores decidem contra a vontade da população e enquadram uma inovação tecnológica democrática em regras ultrapassadas e elitistas.

A retirada de algumas exigências burocráticas, como a carteira Etufor e demais certidões, foi positiva. No entanto, o limite de idade veicular de 5 anos e o preço público que equivale ao dobro cobrado em cidades como Rio de Janeiro e Vitória, vão na contramão do que vem sendo estabelecido como regra nas demais grandes cidades brasileiras.

O Projeto de Lei também ignora a realidade local, já que, de acordo com o Detran, 75% dos carros do Ceará têm idade superior a 5 anos. Com a limitação, perde especialmente a periferia de Fortaleza, onde andam os carros com mais idade e as opções de mobilidade são muito mais escassas.

Dessa forma, a cidade desperdiça a chance de usar a tecnologia para o bem das pessoas que mais precisam e vai ceifar oportunidades de geração de renda de milhares de fortalezenses que dirigem com a plataforma.

Leia também
+Câmara aprova regulamentação do Uber em Fortaleza

+Projeto do Município prevê ISS e taxa para Uber; valor pode ser reduzido em troca de obras públicas

+Regulamentação prevê curso e credenciamento para motoristas do Uber

+Prefeitura quer dados das corridas dos aplicativos, incluindo mapa do trajeto

+Prefeitura propõe aumento da quantidade de táxis em Fortaleza

+Projetos para Uber e Táxi começam a tramitar na Câmara Municipal; confira íntegras