M. Dias Branco desenvolve projeto para fechar parcerias com startups iniciantes

Podem participar empresas de todo o País. Inscrições vão até o próximo dia 25.


(Foto: Divulgação)

Por Bruna Damasceno
bruna@focus.jor.br

O grupo empresarial cearense M. Dias Branco desenvolve um programa para viabilizar parcerias comerciais com startups iniciantes, o Germinar. Abertas para todo o País, as inscrições iniciaram no último dia 18 e seguem até 25 de julho. De acordo com o vice-presidente de Investimentos e Controladoria da empresa, Luciano de Mattos Júnior, a meta é impulsionar inovações para a indústria de alimentos.

“Na realidade, desde que levamos um grupo de executivos da empresa para visitar o Vale do Silício, estamos dando um foco especial à inovação”, explica o executivo sobre a viagem à Califórnia, nos Estados Unidos, quando um grupo da M.Dias Branco visitou as maiores empresas de Tecnologia da Informação (T.I), em 2017.

“Estamos agora materializando algumas ideias nesta direção. A aproximação com startups é muito interessante pois elas têm agilidade, criatividade e foco. Se deixarmos essa tarefa apenas dentro da estrutura formal, o dia a dia da empresa acaba dificultando. Queremos desenvolver parcerias”, completa Geraldo Luciano.

O projeto é dividido nas categorias Inovação no Negócio Atual e Inovação em Novos Negócios. As empresas interessadas deverão passar por cinco etapas seletivas, descritas no site: lp.startse.com.br/programa/germinar/.

O grupo M. Dias Branco é dono das marcas Fortaleza, Pilar, Richester, Pelágio, Puro Sabor, Vitarella, e, recentemente, comprou a carioca Piraquê, por R$ 1,55 bilhão. Com a aquisição, totalizou fatia de 36,6% do mercado brasileiro de biscoitos. 

Leia também

+M.Dias Branco volta às compras e leva a Piraquê por R$ 1,55 bilhão

+Geraldo Luciano conduziu as negociações para a compra da Piraquê

+Piraquê resistiu a várias ofertas de compra

+Líder no Rio, Piraquê tem mais de 3.500 funcionários

+Compra da Piraquê pela M.Dias Branco será submetida ao Cade