Autoridades e empresários lamentam a morte de José Dias de Macêdo

Empresário faleceu hoje, 6, pela manhã


Foto: Divulgação

Átila Varela
atila@focus.jor.br

O governador Camilo Santana, o prefeito Roberto Cláudio, entidades e empresários lamentaram a morte de José Dias Macêdo, fundador do Grupo J. Macêdo, que tem 79 anos de história.  A missa ocorrerá às 15h na igreja do Cristo Rei, com o enterro em seguida, no cemitério João Batista.

“José Dias Macêdo teve papel de significativa relevância para o desenvolvimento do nosso estado e serve de exemplo para futuras gerações. No ano passado, tive a honra de agraciá-lo com a primeira Medalha Ivens Dias Branco, criada pelo Governo do Estado para homenagear aqueles que contribuíram decisivamente pelo desenvolvimento econômico do Ceará”, destacou.

“O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para o nosso estado. Meus sentimentos à família, amigos e aos milhares de colaboradores que fazem parte dessa rica história”, completou Camilo Santana.

O prefeito Roberto Cláudio enalteceu a capacidade empreendedora do empresário.  “A história do Ceará registra, para orgulho de todos nós, seus conterrâneos, a atuação de um dos mais talentosos empresários do Brasil, com capacidade empreendedora que transcendeu ao seu tempo e à sua própria trajetória profissional. José Macêdo construiu um dos principais conglomerados empresariais do País, sempre alicerçado numa visão avançada de compromisso ético na geração da riqueza”, afirmou.

“É um capítulo de destaque na história do desenvolvimento empresarial do Ceará e do Brasil que servirá, permanentemente, de fonte de consulta e inspiração para as atuais e novas gerações. Nossa solidariedade à toda a família Macêdo”, disse Roberto Cláudio.

A Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), por meio de nota, destacou a importância de José Macêdo para a indústria nacional.

“A Fiec, através do presidente Beto Studart e de toda a sua diretoria, lamenta profundamente o falecimento do empresário e senador José Dias de Macêdo. Pai do ex-presidente da FIEC, Roberto Macêdo, José Macêdo é um simbolo para a indústria nacional, por todo o trabalho realizado ao longo de seus 99 anos de existência.  Apesar deste momento de tristeza, o que fica é a certeza de que seu exemplo e ensinamentos serão valiosos para a história do Ceará”.

Para vice-presidente de Investimentos e Controladoria do Grupo M.Dias Branco, Geraldo Luciano, o Ceará e o País perdem com a morte do empresário. “Trata-se de uma perda muito grande. Foi um visionário, uma pessoa que teve ideias muito à frente o seu tempo. Foi um dos pioneiros no mercado de trigo. A sociedade cearense e o País lamentam seu falecimento”, afirma.

O empresário e ex-presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC), Aluísio Ramalho Filho, lembra da referência de José Macêdo não somente como empresário, mas também como pessoa. “Foi um grande líder, uma grande nome para o Ceará, sempre com humildade e bondade. É uma perda significativa para todos nós”, finaliza.

Veja também

+Morre o empresário José Dias de Macêdo, do grupo J. Macêdo

+ A receita de José Macêdo: talento, disciplina e força de trabalho

+ Entrega da Medalha Ivens Dias Branco é adiada após morte de José Macêdo