Dono de empresa tem voz hackeada com ajuda de Inteligência Artificial

Os criminosos conseguiram transferir US$ 243 da conta bancária da companhia


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Criminosos usaram Inteligência Artificial (IA) para falsificar a voz do chefe de uma companhia de energia elétrica e convencer o CEO da empresa a transferir US$ 243 mil contas bancárias de outros países. A técnica utilizada para falsear vozes é conhecida como vishing. De acordo com o Wall Street Journal, esse foi o primeiro caso de fraude de voz baseada em IA.

Para o feito, os infratores fizeram uso de um software de IA de geração de voz para se passar pelo dono da empresa. No caso, o presidente-executivo transferiu de forma urgente a quantia para uma conta na Hungria pertencente a um suposto fornecedor de matéria prima. De lá, os valores foram desviados para o México e outros locais.

A empresa não sofreu nenhum prejuízo, uma vez que estava segurada contra frandes dentro de sua atividade.

*Com informações informoney