Despenca a quantidade de ações trabalhistas

Na 2ª Região (Grande SP e Baixada Santista), o volume de processos caiu para menos de 500 por dia. A média era superior a 3 mil.


Da Redação
focus@focus.jor.br

Dezembro de 2017 foi o primeiro mês completo em que vigoraram as novas regras trabalhistas. Comparado com dezembro de 2016 e dezembro de 2015, a quantidade de ações trabalhistas caíram vertiginosamente. Levantamento elaborado pelo Superior Tribunal do Trabalho (TST) a pedido do Estadão/Broadcast concluiu que a queda foi superior a 50%.

“De um total mensal que costumava passar com facilidade da casa de 200 mil, as ações recebidas em primeira instância por tribunais trabalhistas de todo o País caíram para 84,2 mil em dezembro, primeiro mês completo da nova legislação”, aponta a reportagem.

“No Tribunal Regional da 2.ª Região, o maior do Brasil e que engloba a Grande São Paulo e a Baixada Santista, o volume de processos caiu para menos de 500 ações por dia após a reforma. Antes dela, vinha numa média diária superior a 3 mil, chegando a beirar 13 mil um dia antes de a lei entrar em vigor”.