Decreto de Bolsonaro libera igrejas e lotéricas durante estado de calamidade

Missas, cultos ou reuniões, no entanto, estão suspensas, para evitar aglomerações de pessoas. As instituições religiosas funcionariam de maneira restrita


Voltemos ao Evangelho
Igreja Evangélica. Foto: Voltemos ao Evangelho

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente Jair Bolsonaro editou decreto incluindo atividades religiosas na lista de setores essenciais durante o estado de calamidade. Nesse sentido, igrejas e comunidades religiosas estão liberadas, desde que seguindo normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

Missas, cultos ou reuniões, no entanto, estão suspensas, para evitar aglomerações de pessoas. As instituições religiosas funcionariam de maneira restrita.

Também no decreto está a inclusão das lotéricas como atividades essenciais.