Corregedor determina que TJMG investigue procedimento do juiz que subjugou testemunha

No documento, Humberto Martins faz referência à matéria da Focus.Jor, publicada no último dia 13 de abril. 


Edvaldo Araújo
edvaldo@focus.jor.br

O Corregedor Nacional de Justiça, conselheiro Humberto Martins, enviou ofício ao Corregedor Geral de Justiça do TJMG, José Geraldo Saldanha da Fonseca, determinando que o Tribunal abre procedimento para apurar a conduta do juiz Titular de João Monlevade, Rodrigo Braga Ramos, que ameaçou e gritou com uma testemunha em plena audiência.

Ramos também é investigado por agredir fisicamente e moralmente sua ex-noiva, ao fim da festa de seu casamento, e por uso de prova sem autorização judicial. Em Ofício enviada à Corregedoria Geral do TJMG, Martins pede que, no prazo de 60 dias, a Corregedoria Nacional de Justiça seja comunicada do resultado das apurações.

No documento, Martins faz referência a matéria da Focus.Jor, publicada no último dia 13 de abril.

Leia também:

+Juiz de Minas Gerais grita e ameaça testemunha em audiência

+Juiz que subjugou testemunha já é investigado em ação de agressão à ex-noiva

 

Oficio – CorregedoriaLocal – Instaurar PP