CW assina abertura de CPI que apura excessos praticados por ministros do STF e TSE

"Sou favor dessa CPI para que tenhamos nossos direitos resguardados, sem sofrer qualquer tipo de censura ou abuso indevido. A Constituição Federal nos garante liberdade de expressão", destacou CW em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O líder da oposição, Capitão Wagner (UB), presidente da sigla no Ceará, assinou a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, pelo deputado federal Marcel Van Hatten, que tem, segundo nota de CW, o objetivo de apurar os excessos praticados por ministros do Superior Tribunal Federal (STF) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Sou favor dessa CPI para que tenhamos nossos direitos resguardados, sem sofrer qualquer tipo de censura ou abuso indevido. A Constituição Federal nos garante liberdade de expressão”, destacou CW em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal.

O pedido, enviado ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), precisa de 171 assinaturas para ser instaurado e deve investigar também violação de direitos e garantias fundamentais, adoção de censura e atos de abuso de autoridade.