Covid-19: Pfizer desenvolve vacina em pó que facilita transporte e armazenamento

O produto da Pfizer utiliza a tecnologia do RNA mensageiro (mRNA) e, por isso, precisa ser mantido a temperaturas baixíssimas, de até -75 ºC


Vacina. Foto: Freepik

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Possuindo, atualmente, algumas dificuldades com transporte e armazenamento, a Pfizer pode ter encontrado a solução para ua vacina desenvolvida em parceria com a alemã BioNTech contra o novo coronavírus: transformar o imunizante em pó.

O produto da Pfizer utiliza a tecnologia do RNA mensageiro (mRNA) e, por isso, precisa ser mantido a temperaturas baixíssimas, de até -75 ºC. No formato em pó, ele pode ser mantido em temperaturas menos intensas, o que facilitaria bastante o transporte e armazenamento, barateando os custos para os países compradores.

Em entrevista à revista americana Barrons, o chefe da área de ciência da Pfizer, Mikael Dolsten, afirmou que a “nova” vacina já está sendo desenvolvida. A versão em pó deve ficar pronta na segunda metade de 2021, substituindo totalmente a congelada já em 2022.