COVID-19: Brasil compra 100 milhões de doses da vacina de Oxford

A vacina é uma produção da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido


Foto: Reuters/Dado Ruvic.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, disse na terça-feira, 28, que até o fim de dezembro cerca de 15 milhões de brasileiros possam receber uma vacina contra o coronavírus.

A vacina mencionada é uma produção da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

“Fechamos acordo para o envio de 100 milhões de doses da vacina em três lotes. O número se baseia na campanha de vacinação contra a influenza no Brasil”, disse Arnaldo em entrevista à emissora CNN Brasil.

“O primeiro lote deve chegar na primeira quinzena de dezembro, com 15,2 milhões de doses, e o segundo terá o mesmo número de aplicações e chega entre dezembro em janeiro. O terceiro lote, de 70 milhões de doses chega entre março e abril. Se todos os estudos derem certo, nós iremos iniciar a campanha de vacinação em dezembro”, complementa.