Consumidor fortalezense ficou mais endividado em maio, revela Fecomércio Ceará

De acordo com o levantamento da Fecomércio Ceará, 74,7% dos consumidores da Capital cearense possuem algum tipo de dívida.


Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil.

Equipe Focus.Jor
focus@focus.jor.br

O fortalezense ficou mais endividado em abril. É o que revela Pesquisa do Endividamento do Consumidor de Fortaleza com base no mês de maio. De acordo com o levantamento da Fecomércio Ceará, 74,7% dos consumidores da Capital cearense possuem algum tipo de dívida.

O valor é 20 pontos percentuais maior se comparado ao mesmo mês de 2019. Em comparação ao mês passado, o índice veio menor. Em abril deste ano, o endividamento em Fortaleza chegou a 83,1%.

A proporção de consumidores com contas ou dívidas em atraso cresceu 1,8 ponto percentual no mês de maio em relação ao mês de abril (25,3%) chegando a 27,1%. No trimestre de março, abril e maio deste ano, mostrou uma ascendência dos consumidores com dívida em atraso contribuindo para uma média trimestral 24,1%.

Quanto à inadimplência, ou seja, a proporção de consumidores que não terão condições financeiras para honrar seus compromissos, chegou a 14,6% neste mês. A taxa ficou acima do mesmo mês em 2019 – que foi de 8,5%. A concentração dos consumidores inadimplentes encontra-se na faixa de renda familiar de entre cinco a dez salários mínimos, predomínio do sexo masculino, com faixa etária acima de 35 anos, nível de educação fundamental.