Com menos de uma semana no cargo, ministro da Educação pede demissão

Carlos Alberto Decotteli não é mais ministro da Educação. O professor teve encontro com o presidente Jair Bolsonaro e selou seu destino na tarde de hoje, 30


Carlos Alberto Decotelli e Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/Facebook.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Carlos Alberto Decotteli não é mais ministro da Educação. O professor teve encontro com o presidente Jair Bolsonaro e selou seu destino.

O pedido de demissão foi comunicado ao chefe do Executivo na tarde desta terça-feira, 30. Decotelli ficou no cargo por menos de uma semana.

Contra o ministro pesou o conjunto de informações falsas e questionáveis incluídas em seu currículo acadêmico, além de uma acusação de plágio numa dissertação de mestrado.

Ontem a Fundação Getúlio Vargas (FGV) afirmou que Decotteli não atuou como pesquisador ou professor da instituição. O reitor da Universidade de Nacional de Rosário, Franco Bartolacci, também disse que o ministro não tinha doutorado.

“Nos vemos na necessidade de esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na Universidad Nacional de Rosario o título de Doutor mencionado nesta publicação”, ressaltou Bartolacci em sua conta oficial no Twitter.