CGD decide pela expulsão de mais quatro militares envolvidos no motim de 2020

Até o presente momento, são dezenove excluídos da corporação e quinze com sanções disciplinares de permanência por participação no movimento paredista


Veiculos da policia militar do Ceará com pneus furados. Foto: Reprodução

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) expulsou mais quatro policiais militares por participação do motim de parte da Polícia Militar do Ceará em 2020.

Foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira, 13, as expulsões do cabo PM Alexsandro Alcântara de Araújo, soldados PM Francisco Alex de Menezes Felinto, Kleber Jefferson Damasceno Jales e Jardel Oliveira Rodrigues.

Até o presente momento, são dezenove excluídos da corporação e quinze com sanções disciplinares de permanência por participação no movimento paredista.

Conselho
O Diário Oficial traz, também, as decisões do Conselho de Disciplina e Correicão (Codisp) que mantiveram as expulsões do CB PM Alexandre de Castro Lima e dos soldados Allyson Moreira Cajazeiras e Gabriel Lima Martins.

Todos os processos administrativos seguem os preceitos da ampla defesa e do contraditório. Cerca de 270 policiais identificados por participação no motim continuam respondendo a processos administrativos disciplinares, estando estes em fase de instrução processual. Além disso, existem investigações em curso, que podem resultar em novos processos disciplinares.