Ceará tem ao menos 24 obras federais em execução há uma década, somando R$ 7,3 bilhões

Levantamento foi feito pelo Focus.jor no Painel de Obras do Ministério do Planejamento, lançado nesta quarta-feira, 24.


Mapa dos municípios com obras iniciadas em 2007 e 2008. FONTE: Painel de Obras, Ministério do Planejamento

Por Nathália Bernardo
nathalia@focus.jor.br

O Ceará tem ao menos 24 obras federais em execução há cerca de uma década, que somam R$ 7,3 bilhões em investimento. Levantamento foi feito pelo Focus.jor no Painel de Obras do Ministério do Planejamento, lançado nesta quarta-feira, 24.

A ferramenta, que reúne obras com início a partir de 1998, mostra que 40,68% das obras iniciadas em 2007 e 2008 no Ceará ainda estão em execução, 8,47% estão em prestação de contas e 6,78% foram canceladas. Apenas 44,07% foram concluídas.

As decanas
A mais antiga em execução no Ceará data de 01/04/2007. É a Urbanização da Favela Maravilha, que tem como executor o município de Fortaleza. Conforme o Sistema, a execução está em 94,7% e não tem previsão de conclusão. O investimento é de R$ 32,7 milhões.

As maiores obras entre as decanas não concluídas são da Integração do São Francisco, executadas pela própria União desde 2007. Os trechos I e II têm 94,12% de execução, com previsão atualizada de conclusão para 20/6/2018. O valor é de R$ 6,9 bilhões. O trecho III  está com 96% e soma investimento de R$ 12,5 bilhões. Não há previsão de conclusão no sistema.

Ambas as obras são do Ministério da Integração. O sistema ainda mostra 13 obras do Ministério das Cidades em curso no Ceará desde 2007 ou 2008 e 9 do Ministério da Saúde

O Estado é o executor de uma das obras iniciadas em 2008, a Urbanização do Rio Maranguapinho, com 59,5% de execução e investimento de R$ 146 milhões. Outras 21 obras têm os municípios como executores, sete em Fortaleza, que incluem urbanizações e saneamento.

Segundo o Governo, o painel de obras conta com informações dos Sistemas de Transferências Voluntárias da União (Siconv), do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Avançar. Ao todo, são 98,5 mil obras cadastradas.

As mais antigas obras federais em curso no Ceará