Ceará lidera exportações de castanha de caju, cera de carnaúba e pescados no Brasil

Na somatória dos produtos, US$ 209 milhões, o que totaliza mais de R$ 1 bilhão (cotação do dólar atual)


Pescados. Foto: Divulgação

Por Átila Varela
atila@focus.jor.br

O Ceará lidera o ranking das exportações de castanha de caju e pescados no Brasil.

Os dados são da são do Comexstat, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviço.

Em 2022 foram exportados mais de US$ 65 milhões de dólares em castanha e quase US$ 50 milhões de dólares em cera de carnaúba.

Na somatória dos produtos, US$ 209 milhões, o que totaliza mais de R$ 1 bilhão (cotação do dólar atual).

Com relação aos pescados, o Estado somou US$ 94 milhões em exportações, à frente do Pará (US$82.021.785), Rio Grande do Norte (US$ 46.925.740) e Santa Catarina (US$40.559.423).

As exportações de pescado incluem, camarão, conserva de pescado, lagosta, peixes e peixes ornamentais, e, outros pescados.

Os principais países consumidores são Estados Unidos, México, Espanha, Itália, Argentina e Holanda.

Outros produtos

Outros produtos do agronegócio cearense também são destaque entre as exportações. O Ceará 2º lugar no País em comercialização internacional de água de coco, atrás apenas do Pará; o 4ª lugar em exportações de flores, perdendo para São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais; e estamos na 5ª posição no ranking das exportações de frutas, também atrás de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia e São Paulo.