Ceará assina protocolos com mais quatro empresas para implantação de usinas de hidrogênio verde

Ao todo, o Ceará vai contabilizar 9 protocolos assinados para a a instalação de indústrias voltadas à matriz energética


Hidrogênio verde. Foto: Divulgação

Átila Varela
atila@focus.jor.br

O Ceará assinou mais quatro protocolos para a implantação de novas indústrias de hidrogênio verde.

Já na tarde desta quarta, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), fez uma transmissão em suas redes sociais.

Os protocolos foram assinados juntos às seguintes empresas: Eneva, Diferencial Energia, Hytron e H2helium Energia.

Com os quatro documentos assinados, o Ceará conta, agora, com 9 documentos para a implantação de usinas voltadas para a produção de hidrogênio verde.

Diferencial Energia
Fundada em 2005, a Diferencial Energia opera no setor elétrico brasileiro na comercialização de energia, projetos de geração e consultoria. A empresa é protagonista no desenvolvimento, estruturação e comercialização de energia de projetos de geração próprios e de clientes, desde 2005. Atua nos mercados regulados e livre, com participação em 11 Leilões de Energia Nova, com êxito em 8 deles. Além da venda de energia de novos projetos no ambiente de comercialização livre de: 1.100 MW de capacidade instalada adicionado ao SIN e 23 bilhões de Reais de recebíveis gerados.

Eneva
A Eneva é uma empresa integrada de energia, com negócios complementares em geração de energia elétrica e exploração & produção de hidrocarbonetos no Brasil. Possui um parque de geração térmica de 2,2 GW, que representa 9% da capacidade de geração térmica do país. A capacidade total instalada atingirá 2,8 GW até 2024, com a entrada em operação de 3(três) novas usinas.

É maior operadora privada de gás natural do Brasil, com uma capacidade de produção de 8,4 milhões de m³ por dia. Em 2021, com o início das operações na Bacia do Amazonas, a capacidade de produção de gás natural atingirá 9,0 milhões de m³ por dia. Opera em 11 campos de gás natural nas Bacias do Parnaíba e Amazonas e, adicionalmente, possui contratos de concessão para exploração e produção de hidrocarbonetos em mais de 64.000 km².

H2Helium
A H2helium Projetos de Energia Ltda. foi criada em maio, 2021, formada com o objetivo de desenvolver projetos e prestar consultoria em energia de baixo carbono. A empresa é constituída por consultores internacionais em mercados e economia do hidrogênio verde, além de modelagem econômico-financeira de projetos de Hidrogênio e Amônia Verde.

Hytron
A Hytron é empresa Brasileira do Grupo Nea, reconhecida no mercado pela sua capacidade e base tecnológica. Iniciou suas atividades no ano de 2003 como spin-off da Unicamp e desde então trabalhado com Inovação e soluções comerciais envolvendo as áreas de Energia e Gases Industriais para diversas empresas nacionais e multinacionais. Pioneira no fornecimento de soluções para a produção de Hidrogênio utilizando as fontes: Solar, Eólica e Biocombustíveis.

Protocolos

Vale lembrar que no último dia 14 de setembro, Maia Júnior havia adiantado em entrevista ao Focus Colloquium sobre os 16 protocolos de grandes grupos econômicos interessados.

“Se conseguirmos implantar pelo menos 50% desses projetos, será um grande feito extraordinário para o futuro do Ceará. São grandes empresas e investimentos que, um pelo outro, oscilam entre US$ 4 bilhões e US$ 6 bilhões, dependendo do tamanho do empreendimento”, disse à época.

 

Veja vídeo do anúncio feito pelo governador do Ceará Camilo Santana: