CDL pressiona Camilo para reabertura do comércio na próxima segunda-feira, 30

"Manter o comércio com as portas fechadas implica em falência e desemprego. Diante desse cenário socioeconômico, a CDL vem recebendo apelo dos seus associados para a abertura imediata do comércio", ressaltou a entidade empresarial


Shoppings. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O comércio do Ceará, preocupado com as perdas por conta do coronavírus, pressiona o Governo do Estado. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, a intenção é reabrir as portas na próxima segunda-feira, 30.

“A entidade se preocupa com a sobrevivência das empresas já fragilizadas pela alta carga tributária, agora somada a mais uma crise financeira desencadeada pelo Coronavírus. Manter o comércio com as portas fechadas implica em falência e desemprego. Diante desse cenário socioeconômico, a CDL vem recebendo apelo dos seus associados para a abertura imediata do comércio”, ressaltou um trecho do comunicado da entidade empresarial. Vale lembrar que o decreto assinado pelo governador Camilo Santana suspende até o dia 29 de março as atividades comerciais, exceto alguns setores.

O presidente da CDL Fortaleza, Assis Cavalcante, ressalta que apesar dos dias difíceis, é importante que o comércio volte à normalidade. “Precisamos cuidar da vida útil das empresas, da preservação dos empregos e nos solidarizarmos com a população. Acredito que cada um fazendo a sua parte vai contribuir no presente para dias melhores no futuro. São tempos difíceis para o comércio, que precisa voltar à sua normalidade”, finalizou o empresário.

Camilo, mais cedo, havia declarado que não seria pressionado por setor “A ou B”. “Governo Federal e grandes empresas devem estar juntos ao Governo do Estado na busca das saídas. Mas não agirei mediante pressão de setor A ou B. É necessário que empregos sejam mantidos. E lutaremos por isso. Mas é fundamental, primeiro, que vidas sejam preservadas”, ressaltou em comunicado publicado no Facebook.

Abaixo, a nota da CDL Fortaleza

“O COMBUSTÍVEL DA ECONOMIA EM TEMPO DE CORONAVÍRUS PRECISA ABRIR

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, ciente da situação que aflige os seus mais de dez mil associados, apoia a reabertura do comércio a partir da próxima segunda-feira. A entidade se preocupa com a sobrevivência das empresas já fragilizadas pela alta carga tributária, agora somada a mais uma crise financeira desencadeada pelo Coronavírus.

Manter o comércio com as portas fechadas implica em falência e desemprego. Diante desse cenário socioeconômico, a CDL vem recebendo apelo dos seus associados para a abertura imediata do comércio.”

Leia Mais
+Ceará autoriza reabertura de bares e restaurantes em hotéis e pousadas
+Camilo libera funcionamento de oficinas, empresas de logística e têxteis que produzem para a área de saúde
+Atenção: Ceará registra primeira morte por COVID-19
+Maia diz que cerca de 68% da economia do Ceará está ativa e reclama dos que “querem ganhar no grito”
+Secretaria da Saúde confirma mais de 200 casos de coronavírus no Ceará
+Ceará terá 150 novos leitos em três hospitais
+Bolsonaro ataca governadores e pede fim do isolamento contra o COVID-19: “Nossa vida tem que continuar”
+Tasso rebate fim do isolamento proposto por Bolsonaro: “não deve ser levado a sério”
+Aliado de Bolsonaro, Trump vê isolamento como medida efetiva para combater o COVID-19
+Camilo fala em preservar economia, mas manda recado: “não agirei mediante pressão de setor A ou B”
+COVID-19: Enquanto Bolsonaro prega fim do isolamento, Camilo e RC mantêm prudência
+COVID-19: Sociedade Brasileira de Infectologia fala em “curva crescente de casos” no Brasil