Caucaia busca atrair nômades digitais

Segundo o site Nomadlist.com, os países mais procurados pelos nômades são: Portugal, Argentina, México, Tailândia


Nômade digital. Foto: Freepik

Gabriel Amora
focus@focus.jor.br

Caucaia está buscando atrair nômades digitais. Para quem não sabe, são aqueles profissionais que aproveitam a tecnologia para realizar as tarefas de sua profissão de maneira remota e ao não depender de uma base fixa para trabalhar, conduzindo seu estilo de vida de uma maneira nômade.

O primeiro passo já dado. Vitor Valim, prefeito do município, assinou o decreto que protocolou o “Caucaia Digital Nomads”, durante o Winds for Future Festival, que acontece até 25 de setembro em Cumbuco.

“Com essa visão estratégica, assinamos um decreto que institui o ‘Caucaia Digital Nomads’, que reconhecerá estabelecimentos que ofereçam aos “Nômades Digitais” toda a infraestrutura e suporte necessários para a execução do trabalho remoto, enquanto instalados em Caucaia”, ressaltou o prefeito. “Dessa forma, atraímos para nossas praias esse novo e crescente público”, declarou.

Rômulo Alexandre, Vitor Valim e Igor Ary. Foto: Divulgação

“Assim, nosso litoral dá mais um passo em direção à tecnologia, modernidade e crescimento sustentável. Além de sermos um dos maiores destinos turísticos para a prática de kitesurf, seremos também um polo de modernidade e convívio harmônico com o meio ambiente”, finalizou o prefeito. Segundo o site Nomadlist.com, os países mais procurados pelos nômades são Portugal, Argentina, México, Tailândia.

De acordo com o Valim, esses nômades digitais garantem uma revolução no turismo pelo mundo. Em busca de flexibilidade, esse modelo de turista trabalha enquanto viaja por longos períodos, algo que, consequentemente, assegura aos prestadores de serviços oportunidades na conquista desse novo público, especialmente formado por fãs de kitesurf, que visitam anualmente a região.

“Estamos fazendo uma gestão de olho na sustentabilidade. Prova disso é o investimento em saneamento, no transporte, com o maior programa de mobilidade urbana do Brasil, fortalecendo as políticas ambientais com o Instituto do Meio Ambiente de Caucaia, com isso, estamos prestes a conseguir a certificação Bandeira Azul para a praia do Cumbuco, e esse é mais um importante passo que une visão, gestão eficiente, tecnologia e sustentabilidade”, completou.

Conforme apontou a Secretaria de Turismo de Caucaia, Yrwana Albuquerque, o nômade digital é um viajante que virou tendência, especialmente após a pandemia, impulsionado pela flexibilidade do trabalho remoto. “Trocando de cidade e até de país, esse profissional trabalha de qualquer lugar, sempre pronto para desbravar um novo destino sem que para isso precise pedir demissão”, explica.