Capitão Wagner: “Violência não diminui no Ceará porque o próprio Poder tem sido o mecanismo de atuação das facções”

"Não há interesse em resolver porque, se for resolver, vão descobrir que muitos políticos fizeram conchavos", disparou o parlamentar


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O deputado federal Capitão Wagner afirmou que a violência no Ceará se mantém em alta, em partes, pela conivência das autoridades locais. Em entrevista ao Jornal da Cidade Online, do Rio de Janeiro, Wagner escreveu:

“A violência não diminui no estado do Ceará porque o próprio Poder tem sido o mecanismo de atuação das facções. Não há interesse em resolver porque, se for resolver, vão descobrir que muitos políticos fizeram conchavos, acordos, inclusive, muitos foram eleitos com o apoio das facções”.