Capitão, Luizianne e Heitor têm hoje índices similares aos que tinham em 2016

Considerando o Datafolha mais recente, José Sarto está pelo menos sete pontos percentuais menor do que o prefeito Roberto Cláudio estava há quatro anos a esta altura do campeonato. 


A campanha para prefeito de Fortaleza de 2020 se olha no espelho e o reflexo é a disputa de 2016.

Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

Vejam o resultado da pesquisa (estimulada) Datafolha realizada em 24 de setembro, a cerca de dez dias da eleição para prefeito de Fortaleza em 2016.
Roberto Cláudio – 34%
Capitão Wagner – 28%
Luizianne Lins – 15%
Heitor Férrer – 6%

Pois é. Atentem para os índices do Capitão, Luizianne e Heitor. São praticamente as mesmas intenções de votos que hoje, quatro anos depois, as pesquisas indicam que possuem.

É claro que as circunstâncias da eleição de agora, ano de pandemia e com calendário eleitoral modificado, são muito diferentes da disputa de 2016. Porém, é curioso como a dimensão eleitoral dos personagens praticamente se manteve.

De toda forma, considerando o último Datafolha, José Sarto está pelo menos sete pontos percentuais menor do que o prefeito Roberto Cláudio estava há quatro anos a esta altura do campeonato.

Agora veja como terminou o primeiro turno de 2016 considerando os votos válidos.
RC – 40,81%
Capitão – 31,15%
Luizianne – 15,06%
Heitor – 7,04%

 

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.