Camilo: “profundamente lamentável ver o cenário de ódio em que se transformou o Brasil”

"Quem estimula isso não pensa no povo, mas unicamente no seu projeto de poder. Resistiremos", declarou o governador sobre o vídeo da reunião ministerial em que participa o presidente Jair Bolsonaro


Governador Camilo Santana. Foto: Reprodução.
Governador Camilo Santana. Foto: Reprodução.

Equipe Focus.Jor
focus@focus.jor.br

O governador Camilo Santana criticou o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro sobre o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril. Em suas redes sociais, o petista afirmou que não é por meio de ofensas e ameaças que o País vai superar a crise da COVID-19.

“‪Não será com ameaças e ofensas que nosso país irá superar a imensa crise que está vivendo. É estarrecedor e profundamente lamentável ver o cenário de ódio em que se transformou o Brasil. Quem estimula isso não pensa no povo, mas unicamente no seu projeto de poder. Resistiremos”, declarou.

Mais cedo, o ministro Celso de Mello autorizou a divulgação na íntegra da gravação. Nela participaram o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro. O vídeo, segundo Moro, contém uma “ameaça” de demissão do chefe do Executivo ao ex-titular da Segurança Pública pelo fato de ele recursar a troca do comando na Polícia Federal.

Leia Mais
+Acompanhe os principais trechos do vídeo da reunião ministerial com Bolsonaro
+Bolsonaro sobre interferência na PF: “mais uma farsa desmontada”
+Bolsonaro fala em reunião ministerial: “Eu quero todo mundo armado”
+Vídeo: ministro do STF autoriza liberação de gravação na íntegra de Bolsonaro
+General Heleno sobre apreensão de celular de Bolsonaro: “consequências imprevisíveis”