Camilo afirma que taxa de transmissão da COVID-19 segue em queda e estuda prorrogação de decreto

"Para se ter uma ideia, em meados de março a taxa de transmissão no Ceará era de 2.4. No dia 30 de maio essa taxa caiu para 1 e, agora, no dia 15 de junho caiu para 0.8", declarou o governador em live realizada nesta quinta-feira, 18


Governador Camilo Santana. Foto: Divulgação.

Equipe Focus.Jor
focus@focus.jor.br

O governador Camilo Santana afirmou que a taxa de transmissão da COVID-19 segue em queda no Ceará. Em live realizada na noite desta quinta-feira, 18, o petista afirmou:

“Para se ter uma ideia, em meados de março a taxa de transmissão no Ceará era de 2.4. Isso significa dizer que uma pessoa contaminada transmitia para mais de duas pessoas. No dia 30 de maio essa taxa caiu para 1 e, agora, no dia 15 de junho caiu para 0.8. Caiu por conta da queda forte que houve em Fortaleza”.

Camilo ainda destacou que os números aponta a desaceleração da pandemia no Estado. ““Mostram que estamos diminuindo a pandemia, mas também são informações que nos orientam a tomar as medidas que temos tomado”, disse.

O governador pontuou que amanhã realizará uma reunião com a equipe de especialistas da área da saúde para tratar da possível prorrogação do decreto de isolamento social que vence no próximo domingo, 21.

“Amanhã teremos reunião o dia todo com equipe de especialistas na área de saúde e esperamos já poder tomar as medidas necessárias em relação ao novo decreto que valerá a partir de segunda-feira. Vamos decidir quais medidas, quais regiões passam de fase, qual a realidade de cada região, para tomarmos as decisões com muita responsabilidade e critérios, sempre pensando em mitigar os efeitos dessa pandemia para a população cearense”, comentou.