Cagece levanta R$ 775 milhões com emissão de debêntures para financiar projetos no Ceará

A companhia liquidou nesta terça-feira, 7, a primeira emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em duas séries


Estação de tratamento de água da Cagece. Foto: Tapis Rouge

Átila Varela
atila@focus.jor.br

A Cagece liquidou nesta quarta-feira, 7, a primeira emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em duas séries.

Ao todo, foram R$ 755,9 milhões, com valor nominal unitário de R$ 1.000. De acordo com a companhia, R$ 260 milhões se referem à primeira série, com remuneração em 100% da “taxa DI over extragrupo” acrescida de spread (sobretaxa) de 2,10% (dois inteiros e dez centésimos por cento) ao ano e vencimento em 15 de março de 2026.

A segunda, no valor de R$ 515,9 milhões, com remuneração prefixada de 5,4058% ao ano e vencimento em 15 de março de 2029.

“Os recursos líquidos obtidos pela emissora por meio da integralização das debêntures da primeira série, serão destinados a investimentos e/ou contrapartidas de dívidas, reembolso de gastos e despesas relacionadas a investimentos e reforços da reserva de liquidez da companhia”, destaca a Cagece em comunicado.

Já os recursos obtidos pelas debêntures da segunda série serão destinados a uma série de financiamento de diversas ações, entre eles a  implantação do sistema de esgotamento sanitário das sub-bacias CE-7, CE-8, CE-9 e estação de tratamento de esgoto Cocó em Fortaleza-CE;  projeto de redução de perdas de água nos sistemas de abastecimento da companhia; projeto básico hidráulico – sanitário para ampliação do sistema integrado de abastecimento de água tratada das cidades cearenses de Horizonte, Pacajus e Chorozinho; projeto básico hidráulico – sanitário para interligação do sistema Taquarão com os sistemas de abastecimento de água de Maranguape e Maracanaú.