Cagece alcança primeiro lugar no prêmio “As Melhores da Dinheiro”

A premiação, que se encontra em sua 19° edição, é referente aos dados do ano de 2021 e busca reconhecer as conquistas das maiores empresas do país de diversas áreas


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Pelo segundo ano consecutivo, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) recebeu da IstoÉ Dinheiro o primeiro lugar no prêmio “As Melhores da Dinheiro” na categoria de Serviços Públicos. A premiação, que se encontra em sua 19° edição, é referente aos dados do ano de 2021 e busca reconhecer as conquistas das maiores empresas do país de diversas áreas.

Promovida pela Editora Três, por meio da revista IstoÉ Dinheiro, a premiação avalia cinco dimensões das companhias brasileiras: sustentabilidade financeira, governança corporativa, recursos humanos, responsabilidade social e inovação e qualidade. O objetivo é reconhecer e premiar a atuação de empresas nacionais e multinacionais com melhor desempenho nas áreas da gestão corporativa.

A Cagece apresentou o melhor desempenho dentre as empresas de mesma categoria analisadas, sendo destaque em cinco áreas de atuação: sustentabilidade financeira (2º lugar), recursos humanos (1º lugar), inovação e qualidade (2º lugar), responsabilidade social (1º lugar) e governança corporativa (2º lugar).

Para a titular da Gerência de Governança, Riscos e Conformidades (GRC) da Cagece, Michele Aguiar, a conquista reflete um esforço contínuo na busca do melhor resultado. “O Marco Legal do Saneamento tem provocado mudanças no nosso posicionamento estratégico, demandando um esforço adicional para alcançar os objetivos propostos. Essa premiação é um grande feito e, sem dúvidas, traz um sentimento de que estamos no caminho certo”, destaca.

Para se manter em primeiro lugar, a Cagece investiu na evolução quanto à sustentabilidade financeira, influenciada principalmente pelo aumento da receita e margem ebitda, em função da retomada da economia no ano de 2021, alinhada com uma gestão de custos e despesas. Vale ressaltar ainda os investimentos na ordem de R$ 351,3 milhões, voltados para ampliação da cobertura de água e esgoto e melhoria operacional.

Agência Estado