Cade aprova compra de siderúrgica na Caucaia pela Gerdau por US$ 110,8 milhões

A Gerdau deterá 96,3% das ações da Silat. Antes a empresa pertencia ao grupo espanhol Hierros Añón. Os outros 3,65% ficam sob responsabilidade da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (Adece)


Silat
Silat está localizada no município de Caucaia Foto: Divulgação Russula / Hierros Añón

Átila Varela
atila@focus.jor.br

A Superintendência do Conselho Administrativo de Defesa do Consumidor aprovou a compra das ações da Siderúrgica Latino Americana (Silat) por US$ 110,8 milhões pela Gerdau. A transação havia ocorrido em novembro 2019.

A companhia deterá 96,3% das ações da unidade localizada no município de Caucaia. Antes a Silat pertencia ao grupo espanhol Hierros Añón. Os outros 3,65% ficam sob responsabilidade da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (Adece).

Antes da pandemia da COVID1-9, a Silat possuía 233 empregados, entre próprios e terceiros, e tem uma capacidade instalada anual de laminação de 600 mil toneladas e uma planta de ampliados com capacidade anual de 100 mil toneladas.