Cabeto formaliza repasse de hospital para a UFC, mas reitor diz que precisa de R$ 300 milhões para terminar

Mesmo com um robusto projeto arquitetônico digital do empreendimento, o que está de pé hoje é uma estrutura de concreto armado parcialmente executada


Átila Varela
atila@focus.jor.br

A transferência do hospital do Instituto de Ciências Médicas Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ICM),  formalizada pelo fundador do ICM, Dr. Cabeto à UFC vai exigir um aporte de R$ 300 milhões para ser concluído. É o que revela o reitor da universidade, Cândido Albuquerque.

Mesmo com um robusto projeto arquitetônico digital do empreendimento, o que está de pé hoje é uma estrutura de concreto armado parcialmente executada.

“São R$ 300 milhões para concluir e R$ 230 milhões por ano para manter, considerando o projeto original”, destaca o reitor ao Focus. Para otimizar a estrutura, além de reduzir custos, ele afirma ter “outras ideias”.

Cândido ainda pontua que a “única solução” para a unidade de saúde é a transferência para a UFC.  “Já temos lá R$ 17 milhões (investidos) da UFC). Já havíamos conversado sobre essa possibilidade, mas a decisão do Instituto soubemos pela imprensa” revela.

As instalações do futuro hospital localizam-se no complexo que reúne a Faculdade de Medicina da UFC, o Hospital Universitário Walter Cantídio, a Maternidade Escola Assis Chateaubriand, o Instituto do Câncer, o Hemoce – Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceara, e a área em que se projeta a instalação do Distrito de Inovação Tecnológica e do Bairro Inteligente de Porangabussu.

A estrutura terá:

10 Pavimentos
Terreno de 12.395,25 m2
Área construída de 23.469,65 m2

Térreo – Recepção, Pronto Atendimento, Sérico de Radioterapia e Oncologia, Laboratório de Engenharia e Teleinformática.

Primeiro Pavimento – Salas de Hemodinâmica, Ressonância e Tomografia.

Segundo Pavimento- Salas de Ecocardiograma e de Ergometria, e Instituto de ensino e pesquisa.

Terceiro Pavimento – Medicina Nuclear, 10 salas de endoscopia e Pet Scan.

Quarto Pavimento – 34 leitos de internação

Quinto Pavimento – 34 leitos de internação.

Sexto Pavimento – 34 leitos de internação.

Sétimo Pavimento – Unidade Semi-Intensiva com 32 leitos.

Oitavo Pavimento – Unidade de Terapia Intensiva Geral com 30 leitos e Cardiológica com 9 leitos.

Nono Pavimento – Centro Cirúrgico com 06 salas de cirurgia, 1 sala híbrida e 10 leitos de UTI.

Décimo Pavimento – Área Técnica.

Previsão de 14.800 exames e 1.084 internações por mês.