Cabeto decide doar para a UFC hospital âncora de seu projeto de desenvolvimento e pesquisa em saúde

Ainda em obras, o equipamento se agrega ao polo de saúde universitário no Porangabuçu.


3
Por Fábio Campos

fabiocampos@focus.jor.br

O hospital do Instituto de Ciências Médicas Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ICM), às margens da Lagoa do Porangabuçu, vai ser integralmente doado para a Universidade Federal do Ceará. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira, 22, pelo médico Carlos Martins Rodrigues, o Dr. Cabeto, que é professor do curso de medicina da UFC e até recentemente exerceu o cargo de secretário da Saúde do Ceará.

O hospital é a base de um ousado polo de saúde planejado pelo médico desde o início da década de 2000. Inserido no polo de saúde da UFC, o equipamento foi construído ao longo das últimas duas décadas com um misto de recursos públicos e privados.

As instalações do futuro hospital localizam-se no complexo que reúne a Faculdade de Medicina da UFC, o Hospital Universitário Walter Cantídio, a Maternidade Escola Assis Chateaubriand, o Instituto do Câncer, o Hemoce – Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceara, e a área em que se projeta a instalação do Distrito de Inovação Tecnológica e do Bairro Inteligente de Porangabussu.

Segundo nota distribuída pelo Dr. Cabeto, a unidade doada “foi especialmente planejada para abrigar um hospital com capacidade de operar como um dos mais avançados centros médicos do país, servindo, inclusive, para a formação dos alunos da Faculdade de Medicina. Os projetos arquitetônicos e de engenharia, que também foram doados, detalharam a construção dos dez pavimentos”.

“Agora, avançando no propósito de contribuir com a melhoria da saúde dos cearenses, o ICM decidiu doar as instalações já edificadas e o terreno que a construção ocupa para a Universidade Federal do Ceará. Os recursos para a construção vieram da iniciativa privada e da destinação de emendas parlamentares, e, por um convênio, a UFC teria o direito de ocupar parte do prédio, mas a doação será integral, tanto do equipamento de saúde quanto do terreno que ocupa, este de inteira propriedade do ICM”, afirma a nota.

“Com essa iniciativa, o ICM, que foi criado pelo médico Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, colabora a um só tempo para a consolidação do Polo Médico existente em torno da Faculdade de Medicina da UFC, participa do desenvolvimento das ciências médicas no Estado do Ceará, através de iniciativas técnicas conjuntas entre as instituições pública e privada que atuam nesse próprio equipamento, e incentiva o desenvolvimento social e econômico da área de Porangabussu”.

Sobre o ICM
O ICM é uma instituição da sociedade civil, sem fins lucrativos e tem como objetivo a implementação, no Ceará, de um Centro de Referência Nacional em Pesquisa, Ensino, Assistência de alta qualidade e Produção de Tecnologia. Desde sua criação o ICM se dedicada ao desenvolvimento das ciências médicas no Estado, com programas próprios ou através de colaboração com os setores público e privado.

Dentre essas parcerias, destaca-se a estabelecida com a Universidade Federal do Ceará – UFC, através de convênios com finalidades educacionais nas áreas de ensino e pesquisa nas ciências médicas.

As instalações do futuro hospital localizam-se no complexo que reúne a Faculdade de Medicina da UFC, o Hospital Universitário Walter Cantídio, a Maternidade Escola Assis Chateaubriand, o Instituto do Câncer, o Hemoce – Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceara, e a área em que se projeta a instalação do Distrito de Inovação Tecnológica e do Bairro Inteligente de Porangabussu.

Veja a estrutura doada para a UFC

10 Pavimentos
Terreno de 12.395,25 m2
Área construída de 23.469,65 m2

Térreo – Recepção, Pronto Atendimento, Sérico de radioterapia e oncologia, Laboratório de engenharia e Teleinformática.

Primeiro Pavimento – Salas de Hemodinâmica, Ressonância e Tomografia.

Segundo Pavimento- Salas de Ecocardiograma e de Ergometria, e Instituto de ensino e pesquisa.

Terceiro Pavimento – Medicina Nuclear, 10 salas de endoscopia e Pet scan.

Quarto Pavimento – 34 leitos de internação

Quinto Pavimento – 34 leitos de internação.

Sexto Pavimento – 34 leitos de internação.

Sétimo Pavimento – Unidade Semi-Intensiva com 32 leitos.

Oitavo Pavimento – Unidade de Terapia Intensiva Geral com 30 leitos e Cardiológica com 9 leitos.

Nono Pavimento – Centro Cirúrgico com 06 salas de cirurgia, 1 sala híbrida e 10 leitos de UTI.

Décimo Pavimento – Área Técnica.

Previsão de 14.800 exames e 1.084 internações por mês.

 

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.