Brisanet ganha 68 mil clientes e receita ultrapassa R$ 236,6 milhões

Agora já são mais de 997 mil clientes que contam com os serviços da telecom. Somente em julho de 2022, cerca de 20 mil novos assinantes foram adicionados Já são mais de 997 mil clientes que contam com os serviços da telecom; Somente em julho de 2022, cerca de 20 mil novos assinantes foram adicionados


Lorena Macedo
focus@focus.jor.br

A Brisanet acaba de anunciar os resultados do segundo trimestre de 2022. A empresa teve um crescimento de 39,1% na receita líquida quando comparado ao segundo trimestre de 2021, passando de R$ 170,1 milhões no 2T21 para R$ 236,6 milhões no 2T22. Esse resultado é fruto da expansão geográfica orgânica da Companhia que, no 2T22, entrou em 10 novas cidades – totalizando 49 nos últimos 12 meses – e adicionou à sua base 68 mil clientes de forma orgânica. Agora já são mais de 997 mil clientes que contam com os serviços da telecom. Somente em julho de 2022, cerca de 20 mil novos assinantes foram adicionados.

O ticket médio do B2C aumentou 4% em relação ao 2T21, evidenciando a venda de pacotes de valores maiores à medida em que se avança nas capitais e áreas com maior poder econômico. Em um ano de intensificação da concorrência, com várias aquisições pelos provedores de médio porte e de queda de preços entre os provedores pequenos, a Companhia mostra que a estratégia de adições de serviços e de expansão orgânica, partindo das periferias para os centros – das classes C- e D para as C+ e B – é acertada do ponto de vista de crescimento do ticket de internet em ambientes de maior competição.

A Brisanet continua avançando nas capitais e regiões metropolitanas, com market share em fibra entre 55% e 65% em Natal, Maceió e João Pessoa, e acima de 18% em Fortaleza. Em Teresina e Aracajú, onde a Companhia entrou no segundo semestre de 2021, o market share já está acima de 10% (números de Jun-22). A expectativa é começar a operar em Salvador até o final de 2022, restando apenas São Luiz/MA dentre as capitais do Nordeste para o ano de 2023.

Margem EBITDA

A Companhia apresentou no 2T22 margem EBITDA Ajustado (igual a margem EBITDA) de 40,8% comparado a 35,8% no 1T22 e 34,4% no 2T21. Em valores absolutos, o EBITDA Ajustado do 2T22 foi de R$ 96,6 milhões, evidenciando a melhoria de margem esperada à medida que a base de clientes aumenta nas cidades mais recentes e também como resultado de ações voltadas para redução de custos a partir de abril de 2022.