Brasil deve registrar superávit comercial recorde em 2021

Bancos e consultorias estimam que, impulsionado pelas exportações, o superávit pode chegar a US$ 73 bilhões, número 30% maior que o de 2017, atual recorde.


Foto: Reuters/Paulo Whitaker.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Após o superávit histórico na balança comercial brasileira em abril (US$ 10,3 bilhões), a expectativa é de que o Brasil feche o ano com um saldo positivo de US$ 73 bilhões, valor 30% superior ao recorde atual, de US$ 56 bilhões, registrado em 2017.

Essa é a estimativa de bancos e consultorias, que projetam um salto nas exportações, puxado pela demanda de commodities. Se o valor for alcançado, representará uma alta de 46% em relação ao superávit do ano passado.

Segundo o Relatório Focus, elaborado pelo Banco Central, com base nas principais casas de análise econômica do País, a mediana do mercado para o superávit de 2021 ainda é de US$ 64 bilhões, o que já seria uma marca recorde.

E, diferente do que ocorreu em 2017, quando a queda das importações causaram o saldo histórico, desta vez o superávit será impulsionado pelo aumento das exportações.