Bolsonaro sobre o Orçamento: “Não vou colocar o meu na reta”

Jantar ocorreu na noite desta quarta-feira, 7, em São Paulo


Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente Jair Bolsonaro, em jantar com empresários em São Paulo, declarou que irá respeitar o teto de gastos e a lei de responsabilidade fiscal quando sancionar o Orçamento de 2021. No encontro, disse: Não vou colocar o meu na reta”. Quem também participou da reunião foi o ministro da Economia, Paulo Guedes.

De acordo com fontes que participaram da conversa com Bolsonaro, houve concordância do empresariado de que a prioridade é acelerar a vacinação no País contra a COVID-19.

Ocorreram também críticas ao lockdown. Em alguns momentos, conforme revelaram empresários que não se identificaram, o presidente chegou a usar o termo “vagabundos” ao falar dos governadores.

Bolsonaro estava acompanhado de diversos ministros, entre eles Paulo Guedes (Economia), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Augusto Heleno (Segurança Institucional) e parlamentares que apoiam seu governo. Um deles é o filho Eduardo Bolsonaro.

O jantar ocorreu na casa de Washington Cinel, dono da empresa de segurança Gocil, de acordo com o Poder360.

Leia Mais
+Cândido Pinheiro, do Hapvida, jantou com Bolsonaro em São Paulo