Bolsonaro: “Se for aprovado o marco temporal, acabou o Brasil”

André Mendonça deve se posicionar contra o marco temporal das terras indígenas, com o objetivo de antecipar o voto do ministro no julgamento em andamento no STF


Foto: EVARISTO SA/AFP/

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente da República Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 10, que André Mendonça deve se posicionar contra o marco temporal das terras indígenas, com o objetivo de antecipar o voto do ministro no julgamento em andamento no Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante entrevista à Rádio Sarandi, do Rio Grande do Sul, Bolsonaro disse que Luiz Edson Fachin votou contra o Brasil ao se posicionar a favor do marco.

Na entrevista à Jovem Pan, Bolsonaro afirmou que o Brasil pode “acabar”.

“Se for aprovado o marco temporal, acabou o Brasil. Nós temos, hoje em dia, uma área equivalente à região Sudeste em terra indígena. E temos mais uma área equivalente à região Sul. Você inviabilizaria. Acabou a nossa economia no Brasil” argumentou.