Bolsonaro perde paciência com Guedes e relação chega ao “limite”

Bolsonaro sabe que a saída de Guedes vai impactar no mercado financeiro. Sabe, no entanto, que os efeitos são passageiros


Paulo Guedes e Jair Bolsonaro (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A debandada dos ex-secretários Sallim Matar e Paulo Uebel do ministério da Economia tem gerado incertezas na pasta, uma verdadeira maré revolta para o ministro Paulo Guedes. Para completar a “tempestade perfeita”, a paciência do presidente Jair Bolsonaro já chegou ao limite.

De acordo com o jornalista Vicente Nunes, do Blog do Vicente (Correio Braziliense), as declarações de Guedes de que o Governo pode furar o teto dos gastos deixou o chefe do Executivo irado. Mais do que isso: já costura acelerar a saída do superministro da Economia.

Bolsonaro sabe que a saída de Guedes vai impactar no mercado financeiro. Sabe, no entanto, que os efeitos são passageiros.

Para o cargo máximo da Economia, o mais cotado é o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Leia Mais
+PDT pede ao STF que afaste Guedes do Ministério da Economia
+Defesa de Guedes chama de “leviano” pedido de afastamento apresentado pelo PDT
+Girão se diz contra CPMF e dispara contra Guedes: “não é aceitável”