Bolsonaro muda tom e afirma que prefeitos e governadores terão a palavra final sobre uso de máscaras

"Segundo o Supremo, quem manda são eles  (governadores e prefeitos). Mas nada como você estar em paz com a sua consciência", disse o presidente


Bolsonaro. Foto: Alan Santos/PR

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que os governadores e prefeitos terão a palavra final sobre o usou ou não da máscara como uma das medidas para evitar a propagação da COVID-19. Antes o chefe do Executivo havia falado que Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, teria preparado um parecer para desobrigar o uso do item.

“Ontem (quinta-feira, 10),  pedi para o ministro da Saúde fazer um estudo sobre máscara. Quem já foi infectado e quem tomou a vacina não precisa usar máscara. Mas quem vai decidir é ele, vai dar um parecer. Se bem que quem decide na ponta da linha é governador e prefeito. Eu não apito nada, né?”, disse o presidente na entrada do Palácio da Alvorada.

Ainda lembrou do STF. “Segundo o Supremo, quem manda são eles  (governadores e prefeitos). Mas nada como você estar em paz com a sua consciência”, declarou.